Projecto-lei da nacionalidade no Luxemburgo criticado por associação de estrangeiros

O projeto-lei da nacionalidade apresentado pelo Governo do Luxemburgo está a ser criticado pela Associação de Apoio aos Trabalhadores Imigrantes (ASTI), que acusa o Executivo de ignorar o trilinguismo e a "realidade do país".

O governo apresentou este mês um projeto-lei que reduz a duração de residência dos candidatos à naturalização de sete para cinco anos, mas mantém os exames de luxemburguês, a única língua exigida para obter a nacionalidade, num país que tem três idiomas oficiais.

Read more...

LOADING